segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Do Amor

Do Amor Prende-me ainda um fio de seda... não espero a palavra certa que frágil laço reforce farei que em luz me desprenda incentivando à conquista partirei se cego for ao mais puro diamante deslumbrando na fria névoa poeta pastor navegante...