terça-feira, 29 de setembro de 2015

Mediterrâneo

Mediterrâneo: corpos desesperados da fome e guerra na esperança das ondas acreditam naufragam reféns da indiferença e da cobiça vivos ou mortos números sem paraíso